• qua. fev 21st, 2024

No Bioparque, sucuri Gaby ganha novos inquilinos e vai dividir espaço com sardinhas e peixe-cachorro

PorDa Redação

28 out 2023
Sucuri Gaby é uma das principais atrações do Bioparque. Foto: Bruno Rezende
Sucuri Gaby é uma das principais atrações do Bioparque. Foto: Bruno Rezende

A sucuri Gaby, uma das principais atrações do Bio Parque Pantanal, em Campo Grande-MS, terá que dividir seu espaço. Nesta semana, ela recebeu novos moradores, mas por um bom motivo. Eles vão ajudá-la a se sentir ainda mais confortável.

A bióloga Carla Kovalski, bióloga chefe do aquário e responsável pelo setor de bem-estar animal, explica que foram introduzidos ao habitat da serpente várias sardinhas de água doce e um peixe cachorro.

O objetivo, neste sentido, é fazer com que a sucuri esteja ainda mais próxima de seu ambiente natural, uma vez que estas duas espécies fazem parte do mesmo ecossistema fora dali. Desta forma, contribuem para causar estímulos de comportamentos naturais.

Sendo assim, a bióloga explica que estes peixes são muito pequenos e não correm nenhum risco de serem devorados. “Ela [Gaby] não tem interesse e também não condiz com seus hábitos alimentares. A sucuri tem hábito de se alimentar de pequenos mamíferos, aves e alguns outros répteis. Os peixes não correm nenhum tipo de perigo, de ameaça. Eles estão no local para o recinto ficar ainda mais próximo do natural”, explica.

Bem-estar da sucuri Gaby

A diretora-geral do Bioparque Pantanal, Maria Fernanda Balestieri, pontua que a unidade segue conceitos modernos de aquários e zoológicos e dispõe de ambientes controlados. Estes espaços recebem animais que não podem voltar para a natureza, geralmente aqueles que foram apreendidos vítimas de tráfico ilegal.

“A sucuri Gaby não pode ser reintroduzida na natureza, por isso recebemos ela. Aqui os animais não são objetos de contemplação”, explica.

Neste contexto, a bióloga Carla reforça que a serpente tem acompanhamento de uma equipe de manejo completa composta por biólogo, médico veterinário, zootecnista e outros profissionais. “Todos em prol do seu bem-estar”.

Por esta razão, Carla detalha que a rotina é dinâmica. “Gaby toma banho de sol fora do recinto, uma das etapas do protocolo de manejo. Além dela ter esse contato diretamente com o sol, outra coisa muito importante é o contato com a natureza de um modo geral, num ambiente externo, um pouco mais aberto, onde ela tem diferentes estímulos, sonoros, visuais e olfativos. Com tudo isso, ela consegue expressar um comportamento mais natural”, disse.

Sobre o Bioparque

O Bioparque Pantanal é um empreendimento público estadual, vinculado à Segov (Secretaria de Estado de Governo e Gestão de Mato Grosso do Sul), dirigido por uma Diretoria-Geral. Inaugurado em 28 de março de 2022, o maior aquário de água doce do mundo, o Bioparque Pantanal, é um espaço formado por importantes pilares, são eles, educação ambiental, pesquisa, conservação, inovação, inclusão, lazer e cultura.