• qua. fev 28th, 2024

Grandeza do Bioparque Pantanal impressiona astronauta austríaco: ‘É uma celebração da vida aquática’

PorDa Redação

28 out 2023
Astronauta do Fórum Espacial Austríaco, Gernot Grömer, durante visita ao Bioparque Pantanal. Foto: Eduardo Coutinho
Astronauta do Fórum Espacial Austríaco, Gernot Grömer, durante visita ao Bioparque Pantanal. Foto: Eduardo Coutinho

O Bioparque Pantanal, o maior aquário de água doce do mundo, deixou o astronauta do Fórum Espacial Austríaco, Gernot Grömer, maravilhado. Na última semana, ele esteve em Campo Grande-MS para visitar a estrutura que abriga 359 espécies. “É uma celebração da vida aquática”, disse.

Acompanhado de um condutor do Bioparque, Gernot conheceu animais nativos da nossa fauna e realizou uma visita técnica nos laboratórios e no Centro de Conservação de Peixes Neotropicais. “É um lugar tão colorido, com tantas espécies e histórias por trás de cada espécie. Tem a história de como vivem, como se reproduzem”, disse.

O astronauta se mostrou encantado com o que viu. “Meu campo de trabalho é o espaço e não tem muita vida por lá, obviamente, então isso [o aquário] é exatamente o oposto[…] um lugar como esse, penso que nos aproxima da natureza em tempos que podem ser difíceis para nós de irmos até a natureza”.

Gernot observando tanque do Bioparque Pantanal. Foto: Eduardo Coutinho
Gernot observando tanque do Bioparque Pantanal. Foto: Eduardo Coutinho

O Bioparque Pantanal

Inaugurado em 28 de março de 2022, o maior aquário de água doce do mundo, o Bioparque Pantanal, é um espaço formado por importantes pilares, são eles, educação ambiental, pesquisa, conservação, inovação, inclusão, lazer e cultura.

Com 21 mil metros quadrados de área construída, 5 milhões de litros de água e 359 espécies de animais, o espaço conta com 239 tanques, sendo 31 de exposições, 1 de abastecimento, 1 de reúso de descarte de efluentes, 38 na quarentena e 168, todos eles voltados exclusivamente para a pesquisa, conservação, bioeconomia e sustentabilidade.

Alguns animais são destaques no Bioparque, como a famosa sucuri Gaby Amarantos, os jacarés, a esplêndida jaú Maria Fernanda e o pintado Adriano. O complexo vai além da contemplação e tem como finalidade agregar experiência e conhecimento.