• qua. fev 28th, 2024

Com 250 rótulos, Território do Vinho é restaurante premiado

Bicampeão na coquetelaria, o restaurante Território do Vinho agora tem sua carta de vinhos reconhecida nacionalmente

PorDa Redação

7 set 2023
Restaurante foi premiado pela revista Prazeres da Mesa
Restaurante foi premiado pela revista Prazeres da Mesa

A revista Prazeres da Mesa, prestigiada publicação nacional de gastronomia e bebida, completou 20 anos de existência. Mas quem ganhou o presente foi o restaurante campo-grandense, Território do Vinho. Na edição 2023 do prêmio que homenageia os melhores da gastronomia, vinho e coquetelaria, a casa do empresário Diogo Wendling, foi premiada em duas categorias: “Melhor Carta de vinhos” e “Melhor carta de drinques”.

A premiação, que aconteceu no último dia 5 de setembro, no Hotel Hyatt em São Paulo, reuniu chefs, somelliers, produtores de vinhos e bartenders de todo o Brasil. Publicação de referência, considerada o Guia 4 Rodas do setor, a revista Prazeres da Mesa é a única publicação que premia o setor de gastronomia e bebidas em todos os Estados brasileiros.

Para ser escolhido na categoria “Melhor da Taça”, é preciso passar pelo crivo de um júri técnico, altamente qualificado, que analisa uma série de pré-requisitos. Este é o segundo ano que o Território do Vinho recebe o prêmio de Melhor carta de drinques. “Somos bicampeões”, festeja Wendling.

Do ceticismo à consagração – aqui também se toma vinho!

Para ser inserido no rol dos restaurantes com a Melhor Carta de Vinhos, o Território do Vinho participou na categoria Grande Excelência, onde as cartas devem ter mais de 100 rótulos. “Hoje temos 250 rótulos na casa”, conta Diogo, explicando que a montagem e seleção de vinhos é um processo longo. “Nossa carta foi sendo montada nestes 13 anos de existência do Território. De lá para cá fomos aperfeiçoando e há 2 anos contamos com a consultoria do Master of Wine, o paulista Deco Rossi”.

 O empresário lembra que em 2010, ano da abertura do restaurante, a maioria das pessoas consideravam arriscado apostar em vinhos numa cidade tão quente. “Fomos o primeiro restaurante a oferecer para o cliente uma carta elaborada e com vários rótulos”. E a empreitada, apesar dos prognósticos,  acabou fazendo escola. Hoje o campo-grandense está bem mais à vontade para degustar a bebida.

Quem afirma isto é o somellier da casa, Valfrido Insfran Filho, que há sete anos faz parte da equipe do restaurante. Segundo ele, atualmente os clientes que antes de limitavam à vinhos mais famosos já se arriscam na escolha de rótulos menos conhecidos. O cliente, segundo ele, quer simplicidade, qualidade e bom custo-benefício. E o melhor, de acordo com o somellier: “confiam na sugestão dos profissionais”.

 Mas o que tem de tão especial a premiada carta?  “Trabalhamos com vinhos conhecidos do grande público, mas temos uma boa gama de rótulos menos convencionais”, afirma Valfrido, destacando que atualmente está empenhado em apresentar aos clientes os vinhos brasileiros como forma de mudar a nossa cultura. “Temos vinhos brasileiros de excelente qualidade, espumantes premiados mundialmente e tintos que estão competindo de igual para igual com os europeus”, afirma.

Gastronomia líquida

O charme da coquetelaria com ingredientes inusitados, muita criatividade e um toque de paixão, são alguns dos ingredientes que levaram o Território do Vinho a conquistar, pela segunda vez, o prêmio de Melhor Carta de Drinques. Em 2022 o prêmio foi para inspiração pantaneira com a carta “Biomas do Pantanal”. Este ano foi a vez da “Miscigenação Brasileira”, criada pelo bartender de apenas 23 anos de idade, o campo-grandense José Vilela.

São oito (8) coquetéis que fazem parte do cardápio, premiado pela revista Prazeres da Mesa, que têm inspiração hispânica e portuguesa. O carro chefe, segundo Vilela, é o “Portos Cale” que leva vinho do Porto branco, Jerez, limão, salmoura de azeite e casquinha de limão siciliano.

Vilela. que é autodidata e deixou a faculdade de geografia para entrar no universo da coquetelaria, está nas nuvens com a premiação. “Estou me sentindo realizado com este reconhecimento do meu trabalho”, disse o jovem Vilela.

Durante reunião com toda equipe do Território do Vinho, Diogo Wendling fez questão de ressaltar que os prêmios são o reconhecimento do trabalho árduo e competente de sua equipe. E ressaltou: “´A conquista é também do MS e, particularmente, de Campo Grande, porque estamos colocando o Estado no cenário nacional da gastronomia, da coquetelaria e dos vinhos”. Saúde, e que venham muitos prêmios!