• qua. fev 21st, 2024

Atrativo em Bonito é o primeiro do mundo a receber a ‘Certificação Climate Positive’

PorDa Redação

17 ago 2023
Cachoeiras-da-Estancia-Mimosa-em-Bonito-MS_Foto-Marcio-Cabral-2

As mudanças climáticas são um dos grandes problemas enfrentados atualmente pela humanidade. Desde o ano 2021, a Declaração de Glasgow oferece a todos os atores do setor do turismo um marco estratégico que estimula a internalização da ação climática em todos os âmbitos da cadeia de valor do turismo: os destinos, os atrativos, as empresas e turistas.

Nesse contexto a Estância Mimosa, importante atrativo de ecoturismo localizado em Bonito (MS), celebra uma conquista inédita para o setor turístico mundial. Tornou-se o primeiro atrativo turístico do mundo a receber a Certificação Climate Positive, concedida pela Organização Internacional Green Initiative. Essa conquista destaca o compromisso e o trabalho da Estância Mimosa, não somente em prol da sustentabilidade ambiental e da preservação da biodiversidade local, mas também com as metas de ação climática propostas pelas Nações Unidas e pela Declaração de Glasgow para o turismo.

A Certificação foi entregue a Eduardo Coelho e Simone Coelho, diretores do Grupo Rio da Prata do qual a Estância Mimosa faz parte, durante o Seminário de Ação Climática no Turismo: Desafios Globais e Oportunidades Locais para a Inovação. O evento foi realizado no Polo Sebrae de Ecoturismo, em Bonito no dia 27 de julho e contou com a presença da Embratur, Ministério do Turismo, Fundação de Turismo de MS e vários profissionais do setor.

“Estamos muito felizes com a certificação da Estância Mimosa como primeiro atrativo do mundo “carbono negativo”, principalmente porque isso é fruto de um trabalho iniciado pela Fundação de Turismo no final de 2021, quando começaram as tratativas para certificar Bonito como primeiro destino de ecoturismo carbono neutro do mundo. A partir disso e do trabalho feito junto aos empresários, fez com que o Grupo Rio da Prata, que é um grupo muito profissional e que trabalha com três dos principais atrativos de ecoturismo no país, pudesse também buscar essa certificação. E eles foram além, já que agora são ‘Climate Positive’, que é uma certificação de carbono negativo, ou seja, eles sequestram mais carbono do que emitem na atmosfera”, enaltece Bruno Wendling, diretor-presidente da Fundação de Turismo de Mato Grosso do Sul.

“Isso mostra que estamos no caminho certo e que Bonito, de fato, é um destino carbono neutro. Quando as empresas entendem isso e começam a trabalhar nesse sentido, mostram que elas estão preocupadas, que não é só promoção, eu entendo que esse será o primeiro de muitos atrativos. Com certeza a Estância Mimosa vai servir de exemplo aos demais atrativos de Mato Grosso do Sul”, ressalta Wendling.

Critérios atendidos

Para obter a certificação, a Estância Mimosa iniciou em 2023 o Ciclo de Certificação da Green Iniative, seguindo a conformidade com os rigorosos critérios de sustentabilidade e responsabilidade ambiental estabelecidos pela organização.

A Certificação Climate Positive demonstra que a Estância Mimosa não apenas possui um balanço neutro entre suas emissões, capturas e compensações, mas também contribui ativamente para mitigação das mudanças climáticas por preservar e recuperar florestas nativas dentro dos limites do atrativo, que contabilizam por mais de 84% da área total da propriedade. A preservação dessas florestas garante que o carbono presente em sua biomassa não seja liberado para a atmosfera por meio da exploração, além de permitir que mais carbono seja capturado pelas plantas ao longo da restauração da floresta.

Ao longo do projeto, foram quantificadas para o ano de 2022 todas as fontes de emissões de gases de efeito estufa do atrativo, classificadas em 4 categorias propostas pela metodologia ISO 14064, sendo elas: emissões e remoções diretas, emissões indiretas causadas por energia importada, emissões indiretas causadas pelo transporte e emissões indiretas causadas por produtos utilizados.

O cálculo da pegada de carbono foi realizado seguindo os princípios de Relevância, Exaustividade, Consistência, Transparência e Precisão, e levando em consideração o escopo 1, 2 e 3 completos do atrativo. Isso significa que todas as emissões relativas à operação e à cadeia de valor do negócio foram avaliadas de forma detalhada e padronizada, a fim de permitir a comparação dos resultados nos próximos anos e evidenciar o efeito das medidas de redução que serão tomadas. Todas as matérias-primas utilizadas no atrativo foram contabilizadas, desde consumo de combustível e papel, a consumo de arroz, carne e feijão. Dentre os resultados, temos que as emissões da Estância Mimosa em 2022 foram de 277,76 toneladas de CO¬2equivalente, o que resulta em 12,46kg de CO2 por visitante recebido em 2022.

A análise da captura de carbono em 2022 foi realizada através da combinação entre mapas detalhados de cobertura vegetal da propriedade realizado recentemente usando a tecnologia de VANT, imagens de satélite e estudos de inventário florestal e captura de carbono. A área da Estância Mimosa é uma propriedade rural, com grande extensão de áreas de florestas primárias e em regeneração florestal. Nesse levantamento, obteve-se que as áreas de regeneração florestal, equivalentes a 89 hectares, capturaram em sua biomassa aérea um total de 460,36 toneladas de CO¬2 ao longo de 2022, sendo maior do que as emissões totais do atrativo.

Áreas de regeneração possuem um acúmulo de biomassa acelerado em sua fase inicial de desenvolvimento, que depois tende a diminuir conforme a floresta se torna mais madura. Além disso, foi estimado o estoque de carbono presente nas áreas de floresta primária que, além de evitarem emissões de gases de efeito estufa, possuem um claro efeito de adicionalidade ambiental na região, visto que é lar de uma grande gama de pássaros, mamíferos e outros animais já identificados na propriedade.

Marco no ecoturismo mundial

Luiza Coelho, Diretora de Sustentabilidade da Estância Mimosa, expressou sua gratidão pelo reconhecimento e destacou o compromisso contínuo do atrativo em promover práticas sustentáveis e inspirar outras empresas do setor a seguir esse caminho. “A Certificação de Carbono Neutro na categoria Climate Positive é um marco extraordinário para a Estância Mimosa e um incentivo para continuarmos nosso trabalho na busca pela excelência em ecoturismo sustentável. Estamos orgulhosos de sermos líderes nessa jornada e agradecemos a todos os envolvidos que tornaram isso possível”, finaliza.

Fonte: Assessoria