• qua. fev 28th, 2024

Birdwatching: Observação de aves revela maravilhas do Mato Grosso do Sul

Projeto fortalece Estrada Parque Piraputanga como destino do turismo de observação de aves

PorDa Redação

25 fev 2021
Projeto fortalece Estrada Parque Piraputanga como destino do turismo de observação de aves
Projeto fortalece Estrada Parque Piraputanga como destino do turismo de observação de aves

A beleza vista por toda a extensão da Estrada Parque Piraputanga é uma atração turística marcante na região de Aquidauana-MS. Reconhecida como uma importante Área de Preservação Ambiental (APA) de Mato Grosso do Sul, a Estrada também tem recebido inúmeros turistas, com diferentes abordagens. A observação de aves (“birdwatching”) é uma delas e virou tema de pesquisa no Campus de Aquidauana da UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul).

Com o projeto “Birdwatching: um estudo das potencialidades na APA Estrada Parque Piraputanga”, uma equipe multidisciplinar do campus, composta por membros da área de Turismo e Geografia, tem analisado esse fenômeno. Coordenada pela Profa. Dra. Lucy Ribeiro Ayach, a equipe demonstrou empolgação com o tema. “Os alunos desenvolveram o projeto como parte do estágio obrigatório do curso e demonstraram grande interesse e envolvimento na área pesquisada. Esse tema é importante, pois abre possibilidades de atuação tanto para o Turismólogo quanto para o Geógrafo”, disse Lucy.

Com o objetivo de contribuir para a análise da potencialidade para o desenvolvimento do turismo de observação de aves na região, a equipe segue um roteiro bem determinado na condução da pesquisa. A intenção é identificar as espécies de aves predominantes na APA Estrada Parque Piraputanga e entorno; elaborar um quadro de informações sobre as espécies visualizadas na área; e subsidiar informações técnicas para avaliação da viabilidade de implantação do turismo de observação de aves na APA Estrada Parque Piraputanga.

O projeto, por sua vez, possui algumas etapas já concluídas e outras em andamento. Segundo a Professora Lucy, as primeiras etapas já estão concluídas. “A etapa inicial para realização da pesquisa consistiu em pesquisa bibliográfica e documental sobre o turismo de observação de aves – birdwatching, sua importância, seus impactos positivos e negativos, conforme recomendações do Código de Ética de observadores de pássaros; análise dos documentos e normativas do ICMBIO sobre o turismo de observação de aves em Unidades de Conservação e demais recomendações para esse tipo de turismo; caracterização da Unidade de Conservação Estrada Parque Piraputanga e do bioma Cerrado. Para levantamento das espécies, foi utilizado o WikiAves, que é um site de conteúdo interativo, direcionado à comunidade brasileira de observadores de aves […] Os dados para subsidiar a pesquisa foram obtidos por meio de acesso ao site, identificando a espécie que foi avistada na área da APA Estrada Parque Piraputanga e imediações, pelos diferentes observadores de aves, permitindo, assim, a elaboração de um quadro com as respectivas espécies, nome popular e nome científico. Para facilitar o acesso ao site e interpretação das informações, obteve-se a colaboração do Prof. Jaime Ferreira da Silva, observador cadastrado, que previamente se prontificou em auxiliar no desenvolvimento da pesquisa por ser servidor da UFMS. Após o levantamento das espécies no site Wikiaves, foi realizada uma entrevista com moradores e proprietários de atrativos rurais da área da Apa, especificamente para registrar espécies que predominam na área e foram avistadas, mas que não foram catalogadas no site Wikiaves, considerados dados complementares”, disse a pesquisadora.

Em andamento, atualmente, estão as etapas relacionadas à análise final dos dados, conforme diz a coordenadora da pesquisa. “A última etapa da pesquisa consiste na análise final, considerando as condições de preservação ambiental na Unidade de Conservação e sua influência positiva ou negativa na biodiversidade local e mapeamento das APPs – Área de Preservação Permanente. Essas informações serão obtidas em pesquisas anteriores. A etapa de levantamento in loco dos impactos ambientais ocorrentes foi realizada parcialmente. O resultado será um relatório científico que se constituirá como um produto instrucional e de viabilidade de execução que será disponibilizado para uso da Secretaria Municipal de Turismo do município de Aquidauana, Associação Atupark – Associação de desenvolvimento do Turismo Estrada Parque de Piraputanga e Conselho Gestor da Estrada Parque”, contou a docente.

A professora também destaca a importância do projeto para os alunos envolvidos. “Além da vivência da pesquisa e aprendizado aos acadêmicos do curso de Turismo, a partir dos resultados da pesquisa, espera-se contribuir para o planejamento do uso turístico da área da Unidade de Conservação – APA Estrada Parque Piraputanga, em especial para avaliação do potencial para a atividade de birdwatching, bem como para alertar sobre a necessidade de conservação e educação ambiental, gerando um relatório como produto técnico instrucional e de viabilidade de execução, a ser disponibilizado para os segmentos interessados e para a sociedade em geral por meio de publicação de artigo científico”, disse Lucy.

Por fim, Lucy chama a atenção para a imediata variedade de espécies encontradas na região. “Preliminarmente, os resultados apontam ampla diversidade de espécies de aves, com ambientes adequados ao avistamento, o que indica o birdwatching como um segmento viável de realização na área da APA Estrada Parque Piraputanga e entorno. Contraditoriamente, vários impactos ambientais são identificados na APA e imediações, o que pode comprometer a conservação do ambiente e respectiva manutenção das espécies em seu habitat natural. O estudo ainda não foi finalizado, demandando maiores detalhamentos e avaliação das condições de conservação da área da APA e entorno, para posterior conclusão e recomendações. É importante ressaltar o papel da UFMS quanto à contribuição com dados científicos para subsidiar ações que contribuam com o desenvolvimento local e qualidade ambiental. Outros estudos científicos também foram realizados por pesquisadores da UFMS sobre a Unidade de Conservação APA Estrada Parque Piraputanga”, finalizou a docente.

O projeto teve início em agosto de 2020 e se encerrará em agosto de 2021. A pesquisa está vinculada ao Laboratório de Estudos da Paisagem e Percepção Ambiental.

Participam da pesquisa os docentes Lucy Ribeiro Ayach, Patrícia Zaczuk bassinello, Gustavo da Silva e Jaime Ferreira da Silva, além dos acadêmicos Leandro Tobias Miranda, Lucas Satio da Silva Tanaka e Érika Letícia Cáceres da Silva.

Fonte: CPAQ