• qua. fev 28th, 2024

Pesque-Pague Vô Giba é opção

PorTayana Vaz

12 fev 2021
136158891_241331900738877_2125999446370407095_n

Lá você pode curtir o Carnaval com tranquilidade em Rochedo-MS

O Carnaval está chegando, mas as tradicionais folias foram adiadas por conta da covid-19. Os sul-mato-grossenses podem contar uma rota mais tranquila e segura para curtir os dias de folga com segurança e sem perder a diversão.

O espaço foi visitado recentemente pela Secretaria de Turismo de Rochedo (MS) e indicado para a nossa reportagem pela secretária da pasta, Rosana Beltran, onde foi possível constatar as medidas de biossegurança adotadas para receber os visitantes.

Localizado a 7km da Ponte Rio Aquidauana (entrada de Corguinho), o visitante não paga para entrar, mas ao chegar no local é possível encontrar um ambiente familiar ecologicamente sustentável e conhecido por oferecer refeições à base de peixe, como costelinha de pacu, arroz, pirão, vinagrete e molho.

Foto: Reprodução Pesque-pague Vô Giba

Os proprietários orientam os visitantes a realizarem a reserva com antecedência para que não ultrapassem o limite estabelecido como forma de prevenção. Atualmente, tem capacidade para 30 pessoas no Restaurante e no Pesque Pague. Na Pousada, é restrito para 10 pessoas como forma de evitar aglomerações, mesmo com amplo espaço físico. 

No Pesque-Pague Vô Giba você aprecia as belezas naturais que o local oferece e pode aproveitar o dia, a pernoite ou o fim de semana todo em família ou em grupo de amigos. O espaço possui:

  • 1 apto com cama de casal e 1 beliche, com ar, banheiro privativo;
  • 1 quarto com 1 cama de casal e 1 beliche, com ar;
  • 1 terceiro quarteto com ventilador com uma cama de casal.
  • Há um banheiro social para atender os quartos. Dispõe de geladeira, fogão, mesa com seis cadeiras, 4 cadeiras de fio. Acomodando no máximo 10 pessoas.

Atrativo principal

O recinto tem como principais serviços: Restaurante, Pousada e Pesque-Pague. Além da beleza natural do ambiente formada por muita água, os turistas têm contato direto com os animais criados no local, como carneiros, galinha caipira, patos, gansos, peixes, entre outros animais.

Foto: Reprodução Pesque-pague Vô Giba

Com reserva antecipada, as crianças podem fazer passeio a cavalo, alimentar peixes, carneiros, entre outras atividades.

O atendimento do Restaurante é feito de sexta-feira a domingo e você pode contar com uma equipe experiente e atenciosa em todos os serviços. Aos domingos, a recepção fica por conta dos proprietários que se dedicam para oferecer o melhor para todos que passam pelo local.

Alguns dos produtos, dependendo da época, podem ser encontrados para venda, chamados “Sabores do campo” que são queijo, ovos caipira, doces caseiro, mandioca, abóbora, carneiro, porco, frango caipira, entre outros.

Pesque-pague

Para quem gosta da pesca esportiva, o Pesque-pague Vô Giba oferece Pacu para a modalidade, porém, não oferece, ainda, o pesque e solte. Há  alevinos em crescimento das espécies  Dourado, Tambatinga e Pintado. Além disso, tem disponível no local molinete locar e iscas para vender.

Foto: Reprodução Pesque-pague Vô Giba

História

Há mais de 10 anos nasceu o sonho da produtora rural Rosemir Garcia Fonseca, filha do Sr. Itagiba Rosa da Fonseca, (carinhosamente tem o apelido de Giba). E em função do potencial do local e da riqueza das águas com duas nascentes que atravessam pela área, hoje o espaço é vinculado à Estância Nova Esperança que tem a família à frente do negócio há quase 40 anos.

O local é comandado pelo casal Rosemir e Teodomiro Fernandes, aposentado como professor universitário, que vêm implantando o Turismo Rural dentro da concepção de ambiente ecológico e sustentável.

Um grande diferencial do empreendimento turístico é a utilização de energia limpa, gerada por placas fotovoltaicas. Com cultivos orgânicos, o espaço possui roça e pomar com produção de frutas e legumes sem agrotóxicos.

Além disso, a propriedade faz parte de um grupo de Criadores do Bovino Pantaneiro, puro sangue. O Bovino Pantaneiro é considerado Patrimônio Genético e Cultural do Pantanal.

Segundo os proprietários, o objetivo principal é a preservação e expansão da raça  pantaneira. Resultado de longos anos de pesquisa, dedicação de pessoas, instituições como a Associação Brasileira de Criadores do Bovino Pantaneiro, Universidade Estadual do Mato Grosso do Sul, entre outras.

O casal explica que os produtores rurais que tiverem interesse neste assunto, podem procurá-los ou visitar o local e conhecer os animais da propriedade Estância Nova Esperança (Restaurante, Pousada e Pesque-Pague Vô Giba).  Não é cobrada taxa de acesso.

Serviços

Atendimento de sexta a domingo

Reservas devem ser feitas antecipadamente pelo telefone, página do Facebook ou pelo site:

(67) 9 96483564

https://www.facebook.com/vogibapesquepague

https://restaurante-e-pesque-pague-vo-giba.ueniweb.com/