• qua. fev 21st, 2024

Sem carnaval, Corumbá aposta na pesca esportiva para atrair turistas

PorDa Redação

1 fev 2021
A pesca esportiva tornou-se uma ferramenta poderosa de acréscimo ao fluxo turístico

Modalidade pesque-solte foi aberta nesta segunda-feira, 1 de fevereiro

Sem carnaval por conta da pandemia do coronavírus (Covid-19), Corumbá anunciou nesta segunda-feira (01) a reabertura de mais um atrativo turístico. Por meio da Fundação de Turismo do Pantanal , o município assegura que a Pesca Esportiva (modalidade pesque-solte) começou, seguindo todos os protocolos de biossegurança.

A pesca esportiva tornou-se uma ferramenta poderosa de acréscimo ao fluxo turístico. As características físicas do Pantanal, associadas à ocorrência das inundações anuais, propiciam uma grande produção natural de peixes, o que gera a satisfação do pescador em fisgar um grande exemplar. Tal afirmação se justifica pelo reflexo da grande movimentação e contribuição econômica no comércio local, e em consequência gerando empregos e divisas em nossa cidade.​​

Porém, após um ano repleto de insegurança, temores e dúvidas causadas pela pandemia do coronavírus transformou de maneira avassaladora a população mundial. Os reflexos foram sentidos em todas as áreas e, principalmente, no turismo, onde viagens foram canceladas ou reduzidas para contenção da propagação do Covid 19, causando uma queda significativa nos números de visitantes e na parte socioeconômica da cidade.

Sendo um dos maiores atrativos turísticos da cidade de Corumbá, é considerada uma das atividades mais difundidas no mundo e a época mais esperada do ano na cidade, a modalidade pesque e solte da pesca amadora está liberada em toda extensão da calha dos rios Paraguai e Paraná, a partir deste dia 1° de fevereiro. Os demais rios continuam com a pesca totalmente proibida devido ao período de Piracema, iniciado em 5 de novembro de 2020 e que segue até 28 de fevereiro de 2021. Esta modalidade de pesca acaba se tornando um complemento em uma viagem por uma das regiões mais belas e intocáveis do Pantanal.

“Nossa região é rica em turismo de aventura, ecoturismo, turismo contemplativo e pesca esportiva, atrações para os turistas explorarem com segurança e movimentando assim a economia da nossa cidade”, afirmou a diretora-presidente da Fundação de Turismo do Pantanal, Elisangela Sienna Oliva.

Ela ressaltou ainda que, diante do momento, todos os procedimentos de biossegurança e cuidados serão tomados, seguindo os protocolos da Organização Mundial de Saúde, Anvisa e Secretaria Municipal de Saúde, para um melhor acolhimento e segurança de todos os visitantes e colaboradores envolvidos, sempre visando o bem estar de todos e assim garantindo uma excelente estada em nossa Cidade Branca e no Pantanal sul-mato-grossense.