• qua. fev 28th, 2024
2fdd2082-9517-454e-9a19-dd9c917e6fce

A Boca da Onça retomou suas atividades desde o mês de agosto de 2020. Além de muitas novidades, o atrativo também traz muita segurança a seus visitantes e colaboradores. Localizado na cidade de Bodoquena, o atrativo é um dos mais procurados por quem quer conhecer as mais lindas cachoeiras da região.

NOVIDADES

Sempre inovando, uma das novidades desta retomada é a ‘Janela para o Céu da Boca da Onça’ onde o visitante vai conseguir apreciar uma das vistas mais bonitas da Serra da Bodoquena. Emoldurada pela vegetação a sua volta, a Janela para o Céu da Boca da Onça é formada por uma piscina natural de borda infinita que se une ao verde do cânion da Serra e ao azul do céu. Com certeza, é um cenário perfeito para registrar momentos únicos. Você ficará sobre a água, meditando e agradecendo pela oportunidade de ver tamanha beleza.

A segunda novidade são duas opções de trilha: a ‘Meia Trilha Boca da Onça’ e a ‘Meia Trilha Buraco do Macaco’. Ambas fazem parte da trilha principal, a ‘Trilha Adventure’, mas, com percursos e valores menores.

As duas novas trilhas têm três pontos de banho, elas são ideais para os idosos e também para as crianças. ENTENDA: a Meia Trilha Boca da Onça possui nível de dificuldade leve, permite conhecer a cachoeira mais alta do MS, a cachoeira Boca da Onça com 156 metros de altura. A Meia Trilha Buraco do Macaco possui Nível de Dificuldade muito leve. Ela tem apenas descidas em seu trajeto, permite conhecer um dos pontos mais fantásticos de toda a trilha, a cachoeira Buraco do Macaco, além de mais 6 cachoeiras igualmente belas.

MAIS NOVIDADES

Além das novidades acima, com a paralisação devido à covid-19, o atrativo aproveitou para fazer algumas melhorias em todo o passeio, como reformas de alguns decks, quiosques, cadeiras, bancos, mesas, balcões e escadas. Toda trilha passou por uma manutenção.

CONHEÇA O PASSEIO

Chegando à fazenda, o visitante é recepcionado com um delicioso café da manhã, em seguida, é apresentado ao seu guia de turismo. O profissional mostra um vídeo e explica sobre as informações relevantes do passeio.

Ao longo da nova trilha Discovery, o visitante vai ter acesso a 15 pontos de contemplação, entre cachoeiras e quedas d´água, sendo 9 pontos para banho: Recanto da Lontra, Laje do Piau, Estreito do Curimba, Cachoeira da Fonte, Cachoeira Boca da Onça, Praia da Boca da Onça, Garganta da Arara, Poço da Lontra e o irresistível Buraco do Macaco. Vale ressaltar que todo passeio é acompanhado por guias de turismo experientes.

Uma das paradas para contemplação e banho é a famosa cachoeira Boca da Onça, que com 156 metros, é considerada a mais alta de todo Estado. O lugar é muito bonito, com uma enorme queda d’ água caindo em uma piscina natural.

Depois, os visitantes seguem o trajeto e realizam diversas paradas para banho em diferentes e maravilhosos rios e cachoeiras. A cada parada você se encanta ainda mais com o visual do lugar. Algumas cachoeiras são proibidas para banho para conservação dos frágeis travertinos e tufas calcárias. Essas belas esculturas resultam da solidificação de material orgânico, como folhas e galhos através da ação da água e do depósito de calcário.

Um dos locais mais interessantes é a cachoeira Buraco do Macaco. O lugar, como o próprio nome diz é um buraco, formando uma espécie de “panela” por onde a água escorre para dentro da caverna. O visual é indescritível!

Durante o passeio, o visitante tem acesso a um centro de apoio, onde você pode comprar água, bebidas e lanchinhos. Neste ponto, é possível encerrar a caminhada, caso prefira. Alguns visitantes decidem voltar para a sede da fazenda, já outros, continuam o percurso. Quem estiver com receio de fazer todo o passeio devido ao trajeto, não precisa se preocupar: o centro de apoio aciona veículos para levar o visitante até o receptivo.

No trajeto você pode encontrar animais e aves silvestres, como tucanos, araras, garças, seriemas e diversos macacos, tamanduás e antas. Os guias também apresentam as  árvores e plantas nativas. O passeio pode durar entre 4 a 5h. Ao finalizar o passeio, um saboroso almoço de fazenda aguarda os visitantes e já está incluso no pacote.

MAIOR RAPEL DE PLATAFORMA SUSPENSA DO BRASIL

Como se não bastasse toda beleza do passeio, o atrativo também fornece ao visitante uma descida de 90 metros de altura no penhasco de um dos rios mais límpidos de Mato Grosso do Sul.

O rapel de plataforma suspensa da Boca da Onça é considerado o maior do Brasil. Sua estrutura metálica tem 34 metros de comprimento e avança 15 metros sobre o paredão do cânion do rio Salobra. É uma opção atraente para turistas que gostam de admirar belezas naturais com grandes doses de adrenalina.

SUA SEGURANÇA EM PRIMEIRO LUGAR: BOCA DA ONÇA NO COMBATE A PANDEMIA

A Boca da Onça sempre busca melhorar a qualidade no atendimento e isso se reflete também na segurança de todos os visitantes. O SGS que já era modelo na prevenção de incidentes/acidentes, agora se volta para um novo desafio.

A Boca da Onça, assim como os demais passeios de Bonito e região tiveram sua capacidade reduzida. O atrativo vai atender no máximo 10 pessoas por grupo. Todos deverão utilizar máscaras, e os colaboradores utilizarão a viseira que aumenta a proteção do próprio funcionário e de todos os visitantes.

Na recepção o visitante terá sua temperatura aferida. O distanciamento padrão de 1,5 metro já está devidamente demarcado com patas de onça. Para o álcool em gel o atrativo inventou o próprio dispensador devidamente caracterizado. Literalmente a onça vai ‘cuspir álcool’ nas mãos das pessoas.

O atrativo também disponibilizou Buffet Assistido para o café da manhã e também para o almoço, tudo para aumentar a segurança dos colaboradores e também dos visitantes. Nos pontos de aglomeração como bar, recepção e quiosque, as marcações ajudarão no distanciamento.

A limpeza dos banheiros e vestiários, mesas dos refeitórios e também dos terraços serão intensificadas. As piscinas de água correntes serão liberadas mediante agendamento de horário por grupo, quando o fluxo de visitantes for baixo.

O trajeto até o início da trilha será como de costume feito em veículos abertos, e, mantendo a distância máxima entre os 10 integrantes do grupo.

Os equipamentos também terão higienizações intensificadas. Toda equipe da Boca da Onça recebeu treinamento para se adequarem as novas medidas de biossegurança.